Ansiedade

A ansiedade pode ser uma reação comum e muitas vezes normal diante de diversas situações. Em episódios rotineiros como ir ao médico, realizar uma nova atividade ou na perspectiva de uma viagem, a ansiedade pode ser uma resposta natural do corpo.

Em vários instantes, níveis aceitáveis de ansiedade podem aumentar a concentração e atenção, melhorar a chegada de sangue em áreas vitais, como o cérebro, permitindo tomadas de decisões mais rápidas.
No entanto, episódios recorrentes e níveis elevados e persistentes de ansiedade, podem levar a grande prejuízo nas atividades diárias.

A ansiedade pode se manifestar sob a forma de preocupações recorrentes sobre um determinado assunto, ou ainda surgindo como um medo persistente, ou aversão a determinada situação, levando a fobias como de lugar fechados, de falar em público, etc.

Esses sentimentos frequentemente levam a manifestações físicas, com alteração da respiração (às vezes com falta de ar, ou aumento da frequência respiratória), aumento de pressão arterial, palpitações, formigamentos nas mãos e braços, tonturas e zumbidos, dor de cabeça, sensação de globus esofágico (nó na garganta) e até dor no peito.

Esses sintomas quando ocorrem de forma súbita, associada a um transtorno de ansiedade, chamamos de Síndrome de Pânico.

Os medicamentos mais utilizados e mais eficazes para o tratamento de ansiedade são medicamentos da classe dos antidepressivos. Não é necessário que o paciente tenha também Depressão para que se beneficie do tratamento, mas geralmente os medicamentos tem muitas utilidades, e muitas doenças possuem causas comuns e mecanismos semelhantes.

© 2020 Dr. Gustavo L. Franklin - 

Avenida Sete de Setembro 4923, Salas 301/302 - Batel Curitiba/PR       Tel: (41) 98717-4780

Neurologia
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon